segunda-feira, 5 de julho de 2010

Alerta de calor intenso

Estamos hoje debaixo de calor intenso. Tendo-se passado um inverno aonde estivemos abaixo de menos vinte graus centígrados ao contacto com a pele, apanhar uma canícula que começa hoje com trinta e três graus centígrados mais a humidade, o que nos vai fazer sentir quarenta centígrados, dá cá uma dilatação...

Enfim, os responsáveis pela saúde pública lançaram um alerta de calor intenso com possibilidade de formação de "smog", pelo que pedem às pessoas para não usarem os automóveis nas suas deslocações mas sim os transportes públicos ou transportes activos como a bicicleta, patins, ou pranchas com rodas. Pedem também às pessoas de idade ou que sofram dos pulmões e que não tenham ar condicionado em casa, para passarem estes dias nos centros comerciais assim como para beberem muita água. Não nos esqueçamos que em dois mil e três, a França teve quinze mil idosos mortos derivado a uma canícula.

Já que acabo de me referir ao ciclismo, aqui fica mais uma amostra da forma de os mais vulneráveis circularem com segurança nas ruas, os ciclistas neste caso.

O automóvel estava sinalizado para virar à esquerda mas esperou a passagem dos ciclistas, pois o condutor estava a olhar pelo retrovisor.




Agora uma sequência de imagens.
O motorista da carrinha queria virar à esquerda mas pelo retrovisor estava a ver que havia ciclista(s) a chegar(em). Preferiu esperar e não avançar.



Pelos cabelos brancos nota-se bem que era uma terceira idade, nesta caso avançada: ia aos seus afazeres com um saquinho no guiador.


O motorista continuou a esperar pois havia mais ciclistas.


Avançou a carrinha e esperou mais um pouco para deixar passar os últimos ciclistas. Este civismo é também praticado geralmente pelos ciclistas em relação aos pranchistas, patinadores, peões e pessoas em cadeiras elétricas. Estas últimas não são admissíveis nas pistas por motivos de segurança para os seus utilizadores assim como os peões mas quando a utilizam, são respeitados.


A seguir um panfleto que usualmente se vê nas portas do metro sobre as horas a que os ciclistas podem utilizá-lo durante toda a semana. Habitualmente, fora das horas de ponta.


Nestes dias, os cavalinhos recolhem aos seus aposentos pois o calor refletido pelo asfalto na barriga, faz-lhes muito mal.


Maravilha


Há pessoas que nestas alturas põem água nos jardins e nas varandas. Os animais também sentem.

5 comentários:

Titá disse...

É pena que por aqui nem sempre se verifiquem estes gestos de civismo. Ainda temos muito que caminhar para lá chegarmos. Às vezes parece que algumas pessoas até têm vergonha de mostrarem a sua educação.

Titá

Chico Torreira disse...

Teste 001

AAAqui Ici Here e Alem Mar disse...

Titá,

Gestos de civismo e boa vontade, há porque por aqui também há muita gente boa.
Educação...

Chico

Dom Rafael "O Castelão" disse...

Já está nos link de blogs do cabritodesico
Um abraço Rafael

AAAqui Ici Here e Alem Mar disse...

Obrigado.

Um abraço,

Chico